31 de jul de 2008

Novo Layout


"Sabores de Iaiá" terá um novo layout até o final de agosto!

Até lá as receitinhas CONTINUARÃO sendo postadas!

29 de jul de 2008

Desafio TOP 10!!!!

Fiquei super feliz quando minha amiga blogueira, a Talula do Pra Ver e Comer, me indicou para participar das "10 Mais"!

Antes de falar do que trata o desafio, me solidarializo com a Tatula e a Ameixa Seca do Canela Moída sobre a receptividade dos blogs!!!!!


O desafio:
1º) Escolher as 10 receitas que mais gostei de fazer (e comer, claro!) e postar as fotos;
2º) Colocar o nome e link do blog da pessoa que me indicou;
3º) Indicar outras 5 amigas blogueiras para que façam o mesmo.

Minha escolha:
Como iniciei meu blog esse ano, não tenho uma infinidade de receitas para escolher, mas entre as 10 que devo indicar, minha escolha se deu a partir de duas análises: as que mais receberam comentários e as que mais gostei de fazer!

São elas:

A primeira da parada (receita aqui):
















Em segundo lugar (receita aqui):




















Em terceiro lugar (receita aqui):










































































Oitavo... quem diria... uma salada...teve comentários! (receita aqui):


















O Nono lugar (receita aqui):

















A lanterninha da parada (receita aqui):


















A indicação:
Indico para o desafio as amigas:

- A querida Leonor do blog Flagrante Delícia
- A amiga Isabel do blog Receitas da Belinha Gulosa
- As amigas Fernanda, Leda, Jacqueline e Jack do blog 4 Amigas na Cozinha
- A amiga Pilar do blog La Cozinha de Lechuza
- A amiga Carmencita do blog Da Caipinha ao Cafezinho

28 de jul de 2008

A Saga do Yakissoba de Carne - 1ª versão


Há tempos tenho estado com vontade de fazer Yakissoba e, nesse fim de semana, pensando o que fazer para o jantar, me lembrei da panela wok, comprada meses atrás que estava, tadinha, esquecida no armário da cozinha. Então pensei: "É isso! Um yakissoba de carne!"

Ao pesquisar receitas descobri que yakissoba quer dizer "macarrão frito" e que todo tipo de massa conhecida no ocidente tem como origem a China. Apesar da sua origem, esse prato criou raízes no Japão, sendo introduzido na era Heian (Séculos VIII - XII) e sendo estabelecido na Era Meiji (Séculos XIX-XX) com a abertura dos portos e instalação de bairros chineses em cidades portuárias. Devido a esse fato, muita gente pensa que o yakissoba é um prato típico japonês, mas é chinês!

O porquê da "saga" do Yakissoba:
Encontrei várias maneiras de se fazer yakissoba e tive a "brilhante" idéia de testar algumas, pelo menos. Não que eu seja uma aficionada por comida japonesa, quer dizer, chinesa -depois do que foi exposto acima-, mas achei divertida a idéia de colocar meu marido em frente a uma mesa para, durante algum tempo, experimentar as diversas formas de yakissoba e solicitar, após longo período de degustação, a opinião sobre a melhor receita! Sadista eu? ;)

(Foto da wok ainda sem o macarrão)

Então vamos para a receita!

Como estava um pouco rebelde no dia, a 1ª versão foi um mix de duas receitas que pretendo, ao longo da saga do yakissoba, na íntegra aqui postar!

Ingredientes:

100g de filé mignon em fatias bem finas
4 folhas de acelga cortadas em cubos
1 cenoura média cortada bem fina em diagonal
3 flores de couve-flor separadas em buquets pequenos
5 flores de brócolis cortadas em bouquets pequenos
1/3 de pacote de macarrão tipo chinês
300 ml de molho para yakissoba
15 ml de sake
Pimenta-do-reino branca a gosto
Óleo de gergelim torrado

Modo de preparo:

Cozinhe o macarrão até ficar ao dente e escorra toda a água.
Aqueça o óleo de gergelim torrado numa panela wok ou uma frigideira grande e frite o macarrão até ficar um pouco firme sem deixar queimar. Reserve.
Aqueça mais óleo de gergelim na wok e refogue a carne, aos poucos, até soltar o sangue. Coloque o sake e deixe evaporar um pouco. Ponha todos os legumes e deixe refogar por alguns minutos até cozinhar, atentando-se que a acelga, o brócolis e a couve-flor devem estar ao dente.
Acrescente o molho para yakissoba, adicione a pimenta e o sal a gosto, e coloque o macarrão reservado. Deixe um minuto para envolver o molho no macarrão e sirva ainda quente.

22 de jul de 2008

Torta de Chocolate com Massa de Bolacha - Sobremesa Preguiçosa




Essa torta de chocolate foi feita há muito tempo no programa Mais Você por Rogério da Cunha. Aqui em Porto Alegre, já a vi sendo servida como mini tortinhas, da mesma forma que fiz, mas sem o chantilly. Inclusive, tem uma cafeteria daqui que dá seu nome a essa tortinha. Fui algumas vezes lá nessa cafeteria tirar "a prova dos 9" e o sabor é o mesmo!!!!

Eu a denominei de sobremesa preguiçosa porquê é muito fácil de fazer e nada vai ao fogo, ou seja, até criança faz brincando!




Ingredientes:

Massa:
1 pacote de bolacha maisena processada em ponto de farinha
½ xícara (chá) de chocolate em pó
150g de manteiga sem sal em temperatura ambiente

Recheio:
300 g de doce de leite pastoso (o ideal é que seja bem denso - para essa vez específica, utilizei o doce de leite artesanal da marca
La Casiana que trouxe de Buenos Aires)
500 g de creme de leite sem sôro
½ xícara (chá) de chocolate em pó

Cobertura:
250g de creme de leite fresco bem gelado
Raspas de chocolate meio amargo
(No dia-a-dia, substituo o creme de leite fresco pelo pó para chantilly comprado nos supermercados. Além de mais prático, é mais barato, mais leve e menos calórico)






Modo de Preparo:

Massa:
Em um bowl coloque todos os ingredientes e amasse durante mais ou menos 5 minutos, até a manteiga derreter um pouco e incorporar toda a massa.
Forre uma forma de fundo removível deixando apenas uns dois dedos de borda. Iguale a borda com uma faca. Coloque o recheio.

Recheio:
Misture todos os ingredientes e deixe na geladeira por 15 minutos antes de anexar à torta.

Cobertura:
Coloque o creme de leite gelado em um bowl também gelado e bata em ponto de chantilly.
Decore com as raspas de chocolate meio amargo.

Leve à geladeira por no mínimo 1 hora e meia antes de servir.

19 de jul de 2008

Risoto de Pêras Secas com Espinafre e Queijo Gorgonzola


Desde a semana passada estava ensaiando fazer um risoto para o jantar e hoje, em cima da hora, decidi fazê-lo. Uma hora antes preparei o fundo de legumes e, enquanto o fundo estava no fogo, fiz o "mis en place".


Ingredientes:
(Porção para 4 pessoas)

2 xícaras de arroz arbório ou carnarolli
2 colheres (sopa) de manteiga
3 colheres (sopa) de cebola finamente picada
½ xícara (chá) de vinho branco seco ou espumante
60 g de pêras secas
4 a 6 xícaras de fundo de legumes
100 g de queijo gorgonzola macio
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
2 xícaras (chá) de folhas de espinafre fresco
Sal moído na hora à gosto
Pimenta-do-reino moída na hora à gosto

Modo de Preparo:

Aqueça bem uma panela e coloque duas colheres de manteiga. Acrescente a cebola e refogue em fogo médio até ficar transparente.
Adicione o arroz e refogue por 2 minutos para envolver todos os grãos na manteiga e até que eles comecem a estalar.
Adicione as tirinhas de pêra e misture. Regue com o vinho branco ou a espumante e deixe que o arroz o absorva, até secar.
Adicione duas conchas de fundo de legumes (morno) e misture até que o caldo esteja absorvido. Coloque mais caldo e repita o processo por cerca de 14 minutos, testando regularmente o ponto do arroz. Quando o arroz estiver al dente, verifique se restou uma película de caldo na superfície do risoto. Caso contrário adicione mais um pouco de caldo.
Coloque o espinafre e misture. Teste o sal e coloque a pimenta-do-reino. Apague o fogo e adicione o queijo gorgonzola cortado em pedaços pequenos, o parmesão e a manteiga restante. Misture vigorosamente. Tampe a panela e deixe o risoto descansar por 3 minutos e sirva.

Observação: Como o queijo gorgonzola dá cremosidade, dispensou-se o uso de creme de leite fresco ou de nata.

Fonte: Curso que fiz de Risotos II com o Chef Marcello Braldesca em maio de 2007.

Fundo de Legumes



Utilizo esse fundo de legumes como base para risotos.
Rende aproximadamente 1 l.





Ingredientes:
1,5 l de água
200 g de salsão (aipo)
3 cenouras cortadas ao meio
1 cebola grande (ou 2 pequenas) cortada em quatro partes
1 sachet d' épices (2 dentes de alho, 1 folha de louro, 2 cravos da índia e 8 grãos de pimenta do reino partidos)


O sachet d´épices é tipo um saquinho de chá feito com gaze e amarrado com barbante, contendo ervas e especiarias. Normalmente contém folha de louro, pimenta-do-reino em grão, talos de salsa e talos de tomilho. Não se utilizam as folhas para não amargar o fundo. Pode-se ainda acrescentar cravo-da-índia e alho. Na realidade, a combinação é infinita, alterando o aroma de acordo com as especiarias escolhidas.


Modo de Preparo:

Coloque em uma panela a água, a cenoura, a cebola e o salsão. Deixe ferver por aproximadamente 1 hora em fogo brando e com a penela destampada. Nos últimos 20 minutos, coloque o sachet d´épices. Esses ingredientes são colocados no final para que permaneça o aroma no caldo, caso contrário, com a cocção lenta e prolongada, esses ingredientes perdem a característica de aromatizar e dar sabor. Durante a cocção retire com a ajuda de uma espumadeira as impurezas que ficarem na superfície. Coe e utilize.

10 de jul de 2008

Batata Gratinada

Essa maravilha de batata gratinada me foi ensinada por Tia Mariazinha Branco, ex-sogra e uma pessoa muito querida.



É uma receita prática e muito saborosa. É par constante de carnes e assados em geral, aqui em casa.









Ingredientes: (para ramequin de 15 cm de diâmetro)

4 batatas grandes do tipo inglesa, cortadas em rodelas bem finas (em lâminas - se consegue com a ajuda do cortador de legumes)
150g de nata ou 1 caixinha de creme de leite (faço sempre com nata light*)
1/2 copo de requeijão cremoso*
1/2 cubo de caldo de legumes ou caldo de carne (de acordo com a preferência e o prato principal)
100 ml de água
Queijo ralado à gosto
* Uso o light para doer menos a consciência!





Modo de Preparo:

Coloque o cubo do caldo de sua preferência para dissolver na água quente. Coloque sobre as batatas cortadas em rodelas bem finas (quanto mais finas, melhor) e deixe descansando por mais ou menos 20 minutos para pegar sabor. Enquanto isso, misture a nata (ou creme de leite) com o requeijão cremoso.
Faça a montagem do refratário untado:
1ª camada - batatas
2ª camada - mistura de nata com requeijão cremoso
3ª camada - caldo em que ficou a batata
4ª camada - queijo ralado
Repita as camadas de acordo com o tamanho do refratário. Uma observação se torna importante: deve-se utilizar um refratário um pouco alto e não deve-se completá-lo até a borda com as camadas, já que ainda irá ao forno e o que não se deseja é um forno completamente sujo para limpar após a refeição.
Leve ao forno pré-aquecido a 200ºC até que o caldo seque um pouco e a batata fique cozida (pode espetar um garfo para verificar). Primeiramente cubro o ramequin com papel laminado e na metade do cozimento retiro o papel para pegar o tom dourado. O caldo fica um pouco líquido e à medida que vai esfriando, o caldo vai engrossando (não dá para comer assim que sai do forno devido à elevada temperatura).

5 de jul de 2008

Bolo de Cenoura com Cobertura de Chocolate

Ingredientes:

Massa:
3 cenouras grandes
2 xícaras (chá) de açúcar
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de óleo
4 ovos
1 colher (sopa) de fermento

Cobertura de chocolate:
1 lata de leite condensado
3 colheres (sopa) de chocolate em pó
1 colher (sopa) de manteiga
4 colheres (sopa) de nata


Modo de Preparo:

Massa:
No liquidificador, bata as cenouras, o açúcar, o óleo e as gemas. Coloque essa mistura em um bowl e adicione a farinha e o fermento peneirados. Misture com uma colher de pau. Bata as claras em neve e adicione à mistura. Asse em forno médio por 40 minutos.

Cobertura de chocolate:
Coloque o leite, o achocolatado e a manteiga numa panela. Leve ao fogo baixo até ficar no ponto de um brigadeiro mole. Adicione a nata para uma maior cremosidade e mexa mais um pouco. Ainda quente, coloque a cobertura em cima do bolo.


Fonte: Receita adaptada do site Mais Você.




2 de jul de 2008

Bolo Mármore com Glacê de Minuto

Com esse friozinho de Porto Alegre, dá uma baita vontade de comer coisinhas... para falar a verdade, coisinhas calóricas... como adoro bolo mármore ou, bolo mesclado para alguns, resolvi unir o útil ao agradável.


Com exceção de bolo de fubá, para mim, bolo que é bolo tem que ter uma coberturazinha, nem que seja uma coisinha boba para agregar um sabor. Então, resolvi colocar como cobertura a facílima e rápida "Glacê de Minuto" da Gaby (Gaby é minha mãe)!!!!

Ingredientes:
4 ovos
1 pitada de sal
1 e ½ xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de leite
100g de manteiga em temperatura ambiente 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
½ colher (chá) de essência de baunilha
2 colheres (sopa) de chocolate em pó
Manteiga e farinha de trigo para untar

Modo de preparo:
Bata com a batedeira as claras em neve com o sal. Junte as gemas, o açúcar, o leite, a manteiga e bata só o suficiente para misturar. Por último, acrescente a farinha de trigo e o fermento e misture sem bater.


Obs: Não fiz nessa ordem. Para a mim a massa fica mais fofa na seqüência a seguir: bati as gemas com o açúcar, o leite e a manteiga. Acrescentei a farinha de trigo misturada ao fermento (ambos peneirados), misturando com uma colher de pau. Por último, agreguei as claras em neve, misturando delicadamente.


Divida a massa em duas partes: junte a baunilha em uma delas e o chocolate à outra.
Unte com manteiga e polvilhe com farinha de trigo uma fôrma de bolo inglês de 25 cm x 15 cm. Coloque a massa branca e, por cima, a com chocolate. Não misture, deixe as massas se misturarem sozinhas.
Leve ao forno pré-aquecido a 160ºC e asse por cerca de 30 minutos ou até que enfiando um palito, este saia bem sequinho no centro. Retire do forno e desenforme depois de frio.


Glacê de Minuto:

Ingredientes:
1 xícara )chá) de açúcar
½ xícara (chá) de Nescau
3 colheres (sopa) de manteiga
¼ xícara (chá) de leite
1 colher (café) de açúcar vanile

Modo de preparo:
Leve todos os ingredientes ao fogo mexendo sempre até começar a ferver. Assim que levantar fervura pare de misturar e deixe no fogo por 1 minuto. Deixe amornar e despeje sobre o bolo.

Fonte: Bolo Mármore: As Doceiras de Carla Pernambuco e Carolina Brandão. Glacê de Minuto: Caderno de Receitas de Gabriela Medeiros (Receita da Gaby).

Açúcar Vanile ou Açúcar de Baunilha

O açúcar vanile ou açúcar de baunilha é um açúcar aromatizado com vanilina - produto químico com sabor de baunilha.

Caso não encontre nos supermercados, poderá fazê-lo colocando duas favas de baunilha em um pote de açúcar, com no máximo 2 kilos de açúcar, por no mínimo duas semanas. Durante esse período mexa o pote com a mistura algumas vezes. É um açúcar ideal para preparar doces e bolos. Ainda assim, de forma prática, poderá substituir esse ingrediente por 1 colher (café) de essência de baunilha para cada colher (sopa) de açúcar vanile.